Figo Restaurante

30/11/2012

Bruschetta da Casa

Ontem finalmente fui conhecer o Figo, um charmoso e delicioso restaurante na Vila Nova Conceição que há um tempinho queria conhecer.

A convite da chef Luiza Hoffmann, fomos provar novos pratos que estão em teste para entrar no cardápio e posso dizer que estão aprovadíssimos!

Em um almoço super gostoso, harmonizado com vinhos incríveis escolhidos pela sommelier Gabriela Bigarelli, pudemos descobrir toda a preocupação de Luiza com a escolha de seus ingredientes e elaboração dos pratos.

Ambiente charmoso, aconchegante e descontraído

No Figo, nenhuma gordura saturada é utilizada, além disso, todos os pratos tem uma ” inspiração” na cozinha macrobiótica, tornando-os mais saudáveis e equilibrados. Todos os pães são feitos na casa e o sucesso deles é tão grande que tem clientes que vão ao Figo só para comer o couvert, contou Luiza.

Couvert: Pães caseiros, tahine, creme de gorgonzola, azeite com redução de porto e tapenade de legumes

Para atender esta demanda, a chef aumentou a produção de seus pães e atualmente os vende sob encomenda para os clientes levarem para casa. Como não são utilizados conservantes, em breve pães semi-assados e congelados estarão disponíveis, assim, o prazo de validade deles será maior.

Lasanha Vegetariana de Pupunha e Cogumelos

Servidos em pequenas porções, provamos os quatro pratos que entrarão no cardápio entre dezembro e janeiro. Cada prato é criação de um dos funcionários da casa e já aparecem de vez em quando no menu executivo servido no horário de almoço.

Começamos com a levíssima Lasanha Vegetariana de Pupunha, Cogumelos e Aspargos. Servida com mix de folhas, é muito saborosa e surpreende na combinação dos ingredientes. A segunda entrada foi um Steak Tartar, que eu amo de paixão. Super diferente, é servido com um trio de chips de banana, mandioquinha e batata. Adorei!

Steak Tartar com Trio de Chips

O primeiro prato foi um Nhoque de Batata Doce ao Parmesão. Não me lembro de ter comido nhoque de batata doce antes e achei que a combinação ficou perfeita. Todos achamos a massa super leve e Luiza nos contou que o segredo é utilizar pouca farinha somente para dar a liga, assim o nhoque fica quase como um purê. Uma delícia!

Nhoque de Batata Doce ao Parmesão

Para harmonizar com o segundo prato, Gabriela escolheu um vinho rosé que adorei descobrir. De uma vinícola na região da Provence, o vinho foi batizado de Pink Floyd, em homenagem a clássica banda de rock.

Delicioso, harmonizou perfeitamente com o prato, um Pescado com Purê de Abóbora e Manga e Arroz 12 grãos. Uma mistura improvável, a manga ficou ótima com a abóbora e me deu muitas idéias.

Pescado do dia, purê de abóbora com manga e arros 12 grãos

Infelizmente meu tempo era curto e não pude ficar para a sobremesa. Mas sem dúvida voltarei em breve para provar a Cheesecake com Calda de Frutas Vermelhas e conhecer melhor o restaurante que está aprovadíssimo!

 

 

...